28 de novembro de 2007

Um lugar especial



As vezes me sinto só,
mesmo com o mundo em minha volta,
me sinto longe.

Me sinto um monge em retiro,
num estado metafísico.
Onde não existe o bem e o mal,
onde não há certo ou errado,
onde só existe amor e alegria, paz.

De onde eu não saíria jamais,
pelo contrário, levaria amigos e familiares,
para vivermos em fim em harmonia profunda...
Henrique Alencar

9 de outubro de 2007

A PARTE QUE ME FALTAVA



Levo seu olhar, por onde quer que eu vá.
Por toda minha vida, eles vão me guiar.
Sem você me sinto só,
Mesmo estando, na sala de estar.

Seu rosto remete, a luz do luar.
Seu lindo sorriso, me faz delirar.
Sou escravo do tempo,
Por contigo, sempre querer estar.

Me pego parado, às vezes, á pensar.
Como é bom estar contigo, como é bom te amar.
Todo dia eu agradeço,
Por contigo, poder contar.

Me desperto voando, solto pelo ar.
Por entre estrelas, do sistema solar.
Mas nenhuma se compara,
A luz, do seu olhar.

Sua voz é capaz, de me enlouquecer.
Um sussurro seu, me faz estremecer.
Você é minha vida,
Você me induz, á viver.

Às vezes madrugo, até o amanhecer.
E a luz do luar, me faz lembrar você.
Eu andava tão mal,
Mas você me fez, renascer.

A lua cheia, me faz, retroceder.
Ao tempo que eu conheci você.
É a melhor lembrança,
Que alguém, pode ter.

O inverno chegou, sem eu nem, perceber.
Porque nas noites de frio, você vem, me aquecer.
Mesmo que seja em pensamento,
Até consigo te ver.

Você é a parte que me faltava,
Você é tudo que eu precisava!
Henrique Alencar

14 de setembro de 2007

MINHA VIDA





Gosto de brincar de descobrir seu cheiro.
Amo seu jeito, doce e sincero.
Quero sua cabeça junto ao meu travesseiro.
Mas há quem não entenda, por isso espero.

Adoro quando buscas meus pontos fracos.
Quando diz “te quero”.
Admiro todos os seus atos.
E por isso te venero.

Adoro quando sussurras em meu ouvido.
Quando diz “te gosto”.
Quero ser teu eterno amigo.
Quero perpetuar o amor nosso.

Por muito tempo andei, lado a lado com a solidão.
E a minha sombra, foi a única a me estender a mão.
Andei por lugares escuros, onde a própria luz renunciara.
Piores que muitos outros que algum profeta anunciara.

Mas agora meu coração habita novo endereço.
E o teu sorriso me fez renascer.
O que você fez por mim não tem preço.
Você é o que me induz a viver.


Henrique Alencar

27 de julho de 2007

NÃO SOU POETA!

Não sou poeta,
Na verdade, nunca quis ser.
Apenas pelo que passo,
Procuro para o papel transcrever.

Pouco me importam as métricas,
Que não acompanham o meu coração.
Pouco me importam os céticos,
Que só dão ouvido a razão.

Meus pensamentos não seguem retas,
Voam como um avião.
Por isso não me imponham limites,
Não me coloquem numa bolha de sabão!




Henrique Alencar

18 de julho de 2007

JANELAS VISCERAIS


Meu ambiente tem janelas, janelas flutuantes.
Que podem ser estáticas, ou então deslizantes.

Com paisagens sublimes, e vistas surreais.
Com coisas tão incríveis, que até parecem reais.

Mas no fundo, no fundo, é tudo zero ou um.
Será o que parece, ou algo sem nexo algum.

Mas a situação mudou, a imagem congelou.
E você se quer notou, que sua vida assim parou.

E assim como essa vista, que permanece congelada.
Sua vida continua, mas ao mesmo tempo, permanece parada.


Henrique Alencar
Jean Ferreira

8 de julho de 2007

MEUS FINS DE SEMANA!


De repente,
meus fins de semana se tornaram inesquecíveis.
Só de chegar à sexta, a euforia me consome.

A semana não passa,
mas no fim de semana, tudo acelera,
e ao fim, a ansiedade volta pelo próximo.

E tudo isso, por que vivo,
um momento inédito em minha vida,
e tudo isso, graças a você, minha doce querida.
Henrique Alencar

6 de julho de 2007

?!?



Saudade


Tempo


Receio


Amor


Vontade


Necessidade


Paixão


Azul
Você


Vida
Por quê?


2ª PP
Sorte
Henrique Alencar

2 de julho de 2007

ÀS VEZES TENHO MEDO


Quando o brilho em teus olhos apagar, você tentará relevar?
Quando o amor acabar, ainda sim, tentará continuar?
Quando o ar, não mais denso estar, terá graça respirar?
Quando a rosa não mais brotar, a roseira ainda irá regar?
Quando o sonho se realizar, ainda sim, desejará continuar?

Carente eu sou, de demonstrações de amor.
Não me procure, se não me suportas.

Não feche as janelas, se aberta deixas as portas!

Sentimental eu sou, ao ponto de me apaixonar.
Não me deseje, se amor não puder me dar.

Por que entras em minha casa, se nada queres levar?


Henrique Alencar

29 de junho de 2007

À MINHA GAROTA LOUCA!



Quando vou lhe encontrar,

sinto uma ansiedade sem fim.
Penso tanto em você,
que chego a esquecer de mim.


O nervosismo me consome,
como se fosse a primeira vez.
Só de lembrar o teu nome,
já me bate a timidez.


O coração bate descompassado,
como se fosse a última vez.
O mundo parece estar parado,
numa sensação de embriaguez.


Mas logo a vejo,
e teu sorriso me tranqüiliza.
A alegria nos consome,
e o sonho se realiza.



Henrique Alencar

24 de junho de 2007

Você


De repente a dor
De esperar terminou
E o amor veio enfim
Eu que sempre sonhei
Mas não acreditei
Muito em mim

Vi o tempo passar
O inverno chegar
Outra vez mas desta vez
Todo pranto sumiu
Um encanto surgiu
Meu amor

Você
É mais do que sei
É mais que pensei
É mais que esperava, baby

Você
É algo assim
É tudo pra mim
É como eu sonhava, baby

Sou feliz agora
Não não vá embora não
Não não não não não

Não não vá embora
Vou morrer de saudade


Tim Maia

15 de junho de 2007

Com os amigos não temos limites!


Retido moço de poucas palavras
Palavras ditas, nunca ouvidas de fato
Mas profundamente sentidas pelo que escreve
Escreve como fera indomável
Imponente gigante aglutinado
Atrás do escudo óculos
Protetores de um rosto jovial
Cerca a mente brilhante
Máquina que trabalha positivamente
Sem cessar, produzindo palavras
Construtivas
Alcança o intocável
Distante se faz presente
Conversa sem saber o que dizer
E sem sentir deixa as palavras caírem
Montando um divertido diálogo
Conversa sem voz
Mas é capaz de gritar e ser ouvido
Abraça o mundo devagarzinho
Como quem não quer nada
Sonha e ri
Ri
Ri como ninguém
Ri só como Rick.


Escrito por ELLEN PETERSEN, sobre mim ...

Ela conseguiu me descrever como ninguém, e eu humildemente endosso suas palavras a meu próprio respeito, e tenho certeza, que nem mesmo eu conseguiria tamanho feito !!!

Obrigado Ellen.

14 de junho de 2007

FELICIDADE SORTE, VERDADE MORTE

A inalcançável felicidade, é o que nos faz pulsar.
E uma vida melhor, a cada dia buscar.

A indecifrável verdade, é o que nos faz buscar.
Respostas nas páginas de um livro, nas palavras de alguém a falar.

A implacável morte, é o que nos faz pensar.
No sentido da vida, e no por que de sonhar.

A agradável sorte, é o que nos faz sonhar
E as vezes, mesmo com receio, no acaso apostar.

Henrique Alencar

ROSE


A conheci,
num momento confuso e agitado.
Mas seu jeito meigo e doce,
me deixou aliviado.

Meiga e doce,
são só alguns dos seus predicados.
Inteligente, sagaz, simpática,
também devem ser citados.

Estou feliz novamente,
graças a você!
Agora me responda,
quando podemos nos ver?


Henrique Alencar

9 de junho de 2007

ELLEN PETERSEN



Você brotou em minha vida, não me lembro qual o dia.

Mas sei que após isso, meus dias foram de constantes alegrias.


Você mal se apresentou, e me encheu de perguntas.

E eu meio perdido, dei respostas confusas.


Logo depois eu entendi, o seu jeito louco de ser.

Alegre, extrovertida, de bem, o que hoje é difícil de ver.


Compartilhou de suas idéias, me mostrou suas poesias.

Que de tão sãs e belas, desejei serem minhas.


Mostrou-me uma foto, na qual estava com um cão.

O seu ilustre mascote, o simpático Sansão.


Em outra mostra um sorriso, seu cartão de visita.

Daqueles, de quem parece estar fazendo fita.


Quisera eu, ter essa maneira repentista de encarar a vida.

Sem precisar de um rumo, sem precisar de pista.


Quisera eu, ter papel pra escrever tantas qualidades.

Vou ficando por aqui, e desejando muitas felicidades!



Henrique Alencar, para a amiga Ellen Petersen.

8 de junho de 2007

7 DE SETEMBRO



Envolto por paredes,

A salvo da maldade,

A porta entre aberta,

Cheira-me a liberdade.


Sempre fui uma farsa,

Nunca me arrisquei,

Meus sonhos e desejos,

Nunca realizei.


Oportunidades e chances,

O vento levou,

Cacos de um homem,

Hoje é o que sou.


Sempre me escondendo,

A sombra de outros,

Nunca tive coragem,

De mostrar meu próprio rosto.


Mas não sou só eu,

Que vivo assim,

Muitos por aí,

São iguais a mim.


Por falta de vontade,

Ou até ignorância,

Parece um karma,

Nossa herança.

Henrique Alencar

5 de junho de 2007

Olhos Nos Olhos


Quando você me deixou, meu bem
Me disse pra ser feliz e passar bem
Quis morrer de ciúme, quase enlouqueci
Mas depois, como era de costume, obedeci


Quando você me quiser rever
Já vai me encontrar refeito, pode crer
Olhos nos olhos
Quero ver o que você faz
Ao sentir que sem você eu passo bem demais


E que venho até remoçando
Me pego cantando, sem mais, nem por quê
Tantas águas rolaram
Quantas mulheres me amaram
Bem mais e melhor que você


Quando talvez precisar de mim
Cê sabe que a casa é sempre sua, venha sim
Olhos nos olhos
Quero ver o que você diz
Quero ver como suporta me ver tão feliz

Chico Buarque

28 de maio de 2007

FIM OU INÍCIO ?!

Eu queria escrever algo belo sobre o acontecido,
mas vejo que de belo, nada resta dessa história.
Foi só mais uma covarde, procurando momentos de glória.
Mas a tristeza é o preço pago pela covardia,
e o fim é preço pago por uma resposta tardia.

Fim ou início ?!
Para muitos restaria o fim,
mas isso não se aplica a mim!


Henrique Alencar


24 de maio de 2007

Sim, eles são os melhores !

Não adianta, entender a música como o Led entendia, é para poucos, muito escrevem, fazem a música para a letra, mas muitas vezes não entendem realmente o que a letra quer dizer, mesmo sendo ele mesmo quem a compos. Eu digo isso, porquê acontece comigo. E ainda tem outro fator, quando vc faz uma música, e mostra pra banda, todos integrantes interpretam de um jeito, mas muitas vezes esse jeito não é o melhor, mas o Led não tem esse problema, John Paul Jones, John Boham, Robert Plant e Jimmi Page, sabiam bem o que faziam nas músicas, por isso eu repito, sim eles são os melhores !!!

Mudando de assunto, fiquei uns dias meio perdido, mas agora me achei, e não me perco mais. Estudei bem meu inimigo, e já sei como ele joga, agora é só atacar seus pontos fracos, para triunfar rumo a vitória, a vitória pode ser algo difícil de se alcançar, mas resistir é inútil !!!


No mais, tudo em paz...



Escutando:
[Led Zeppelin ~ Going to california]

16 de maio de 2007

Sentir ou não sentir ?

Quando olho prara mim não me percebo.
Tenho tanta mania de sentir
Que me extravio às vezes ao sair
Das próprias sensações que eu recebo.
O ar que respiro, este licor que bebo,
Pertencem ao meu modo de existir,
E eu nunca sei como ei de concluir
As sensações que ao meu pesar concebo.
Nem nunca, propriamente reparei,
Se na verdade sinto o que sinto. Eu
Serei tal qual pareço em mim? Serei
Tal qual me julgo verdadeiramente?
Mesmo ante as sensações sou um pouco ateu,
Nem sei bem se sou eu quem em mim sente.
de Fernando Pessoa, Agosto de 1913

11 de maio de 2007

Futuro ...

Bem ...

Estou meio que sem palavras, sem muita motivação pra escrever algo nesse blog .

To pensando muito no futuro, fim de ano eu já me formo, e a minha vida acho que realmente vai se engatilhar/andar, e sei lá, foi tudo muito rápido, amizades vem, amizades vão, novos círculos se abrem para me receber, outros se fecham pela distância, pela falta de tempo, mas é assim mesmo, tenho que me acostumar com isso "[...] os amigos compartilhavam, e deixaram esse tempo passar [...] "!


Escutando:
[Rush ~ Red Barcheta]

12 de fevereiro de 2007

Trabalhando finalmente !


Já tem um tempo que não posto nada, mas é que eu andava confuso, mas felizmente já fiz minhas escolhas, e olha que foram grandes renúncias ...

Bem, a primeira escolha que tive de fazer, foi, música ou faculdade + estágio + inglês + cursos extracurriculares, e escolhi pela segunda opção, tive que sair das minhas bandas, e de interromper um projeto que ia começar esse ano, tudo pelos meus estudos, eu fiz essa escolha, ou renúncia, pois acredito que isso me trará um retorno algum dia, pode ser ano que vem, ou daqui uns 50 anos, mas eu espero que me traga algum tipo de retorno.

Agora eu estou estagiando 6 horas por dia, e estudando, e meu inglês começa amanhã, e mês que vem, vou começar os meus cursos extracurriculares aos sábados e domingos, quer dizer, adeus vida mansa !!!

E quem sabe em 2010, eu ja não seja um Pós Graduado ... Não descarto essa opção, estou pensando seriamente em fazer Pós Graduação em Redes de Computadores, após eu consseguir minha Graduação em Processamento de Dados, mas vamos ver como vou me sair, nessa vida nova !!!


Me desejem sorte...
Abraço a todos !!!



Escutando
[The Doors ~ People are strange]

8 de janeiro de 2007

Viagem !!!

To saindo de Brasília, mas logo estarei de volta, antes do fim do mês ...


Escutando
[Janis Joplin ~Take another piece of my heart]