1 de janeiro de 2011

Guará, terra das kitis?

Impressiona a falta de compromisso com o Guará dos atuais ‘dirigentes’ da cidade, mais preocupados em deixar tudo correr frouxo do que efetivamente zelar pelo cumprimento da Lei, na verdade, das muitas leis que hoje são desrespeitadas de modo acintoso. Para quem ainda não sabe, apenas a conivência pode explicar a proliferação de ‘kitis’ em lugar das casas nas quadras, em área de domicílio unifamiliar?
Chegou-se a tal nível de omissão que até espertos corretores andam procurando “investidores” com ofertas de casas, apresentando como atrativo adicional a garantia de liberação, junto aos órgãos do GDF, para construção de sobrados com até oito pequenas kitis. Este talvez seja o maior problema do GDF na atualidade: virou uma terra de ninguém e cada qual tentando se dar bem. Como é um governo que já acabou, parte-se para um vale-tudo - afinal de contas, restam poucos meses para fazer dinheiro. E onde estão os deputados eleitos pela cidade com o compromisso de defender a qualidade de vida? Certamente todos muito ocupados e preocupados em seus afazeres, alguns também certos de que o sonho de reeleições tranquilas hoje esbarra numa revolta muda e numa vergonha de perceber que, por trás do discurso ético e do respaldo da lei, estava alguém que só queria se dar bem. É importante dizer, destacar e enfatizar: o Guará não tem hoje nenhum deputado distrital e nem federal. Têm políticos que já moraram na cidade e que a ela voltam apenas atrás de votos. Por mais que se use e abuse da dissimulação, a comunidade sabe que está só - e assim foi quando “pedaços” foram arrancados de sua área, como para dar origem a Adminsitração Regional do Sia.
O que fizeram naquele momento? Nada! O que fizeram quando da aprovação desta excrecência que é o Pdot que elevou o padrão dos prédios, apenas para garantir o lucro dos especuladores imobiliários? Nada! O que fazem para coibir a construção de kitis em áreas destinadas a residências unifamiliares? Nada! O que fizeram estes políticos quando Áreas Especiais tiveram alterada sua destinação, permitindo a construção de prédios? Nada! O que fazem estes políticos quando construções são edificadas sem projeto de engenharia diante dos olhos de todos? Nada! O que fazem estes políticos eleitos pelo Guará e que se dizem do Guará para melhorar o Postão Médico e transformálo em um Hospital Regional de verdade? Nada! O que fazem eles contra esta ameaça chamada interbairros? Nada... pelo contrário, a aplaudem... O que fazem para cobrar mais ação da polícia no sentido de garantir a segurança dos moradores? Nada! O que fazem para impedir a proliferação de bares, biroscas? Nada!
Na verdade, nada fazem porque não têm nenhum compormisso com a cidade.
Exemplo disso é o episódio da proliferação de kitis e de toda sorte de ilegalidades.

Fonte: http://passelivreonline.wordpress.com/

30 de abril de 2010

O mundo é uma caixinha de surpresas


Estava relendo meus antigos posts e vejo como mudei.
Há 4 anos atrás eu era outra pessoa, eu não consigo pensar daquela forma mais, nem me vejo naquela pessoa e poxa são só 4 anos. Na época parei de tocar para me dedicar aos estudos da faculdade e os cursos que fazia como o de inglês e o estágio e hoje terminado a faculdade voltei para música de forma muito incisiva, estou estudando há 2 anos, 1 ano de estudos autodidata e 1 na Escola de Música de Brasília, e farei o vestibular para a UnB já neste semestre para Licenciatura com habilitação em Contra-baixo Elétrico.
Meu visual mudou muito também, antes eu tinha cabelo curto, usava aparelho e óculos e nem barba tinha hoje estou pelo avesso, escutava só rock, não sabia nada além disso hoje conheço e toco vários estilos diferentes e ja não conssigo mais ouvir o framijerado rock, você pode me achar um chato por só gostar de Jazz e Bossa Nova mas talvez não estamos no mesmo patamar, talvez você seja eu há 4 anos atrás.
É claro que com isso veio pontos ruins, pois me afastei de amizades antigas e não tenho feitao muitas por agora a minha namorada, outra coisa em que mudei (namoro há 3 anos), é uma das poucas amigas com quem posso contar. Me tornei uma pessoa estranha, não vejo graça em futebol, tv, bebedeira, fofoca, conversa fiada, me tornei mais fechado e isso me prejudicou um pouco!?!
Espero que daquí uns 4 anos volte aquí e não me reconheça novamente pois creio que a mudança é algo essencial para a vida.